A Minha Intensa Paixão - Volume 3

Olá! Resolvi elaborar mais uma selecção de canções. Esta é basicamente a música que mais me acompanha na actualidade, quando quero pensar um pouco sobre o que venho aqui contar no blogue.
Desta vez, não fazem parte apenas baladas. Escolhi algumas músicas mais animadas também. Ainda assim, cada faixa aqui tem um bocadinho de mim, do que sinto, do que penso. Escolhi cada faixa com muita atenção, porque a minha intenção foi partilhar canções que reflectissem as minhas emoções como um espelho que reflecte imagens. Quer isto dizer que cada canção aqui escolhida reflecte, em parte, os meus sentimentos ou a minha personalidade.

1. Mariah Carey - We Belong Together

Esta canção tinha de abrir o 3.º volume. Lembro-me perfeitamente de quando isto saiu, em 2005. Eu tinha 17 anos e não havia nada que me perturbasse até então. Recordo-me de ouvir "We Belong Together" durante as noites quentes que passei no Algarve, em Agosto daquele ano. Ia para a varanda e passava ali horas a observar as estrelas e lua. Foi como se já estivesse à espera de alguém, como se me tivesse apaixonado pelo futuro, por alguém que ainda estava por vir. Hoje, esta canção faz 100% sentido para mim. E torna-se até estranho para mim, porque eu senti ali coisas que sinto agora, mesmo antes de terem acontecido, enquanto a ouvia naquela altura. Há uma porção de versos que me dão volta à cabeça de tão certos que para mim são: "Quem vai ficar no teu lugar?, Não há ninguém melhor".

2. Linkin Park - Shadow of the Day

Os Linkin Park são a minha banda favorita (não consigo fazer um desempate entre eles e os Coldplay), desde 2003. Aprecio deveras as 'rockadas' deles para desanuviar, mas são as músicas calmas que me suscitam maior interesse e ultimamente eles tão andado mais por esse terreno. Num volume anterior eu partilhei "Leave Out All the Rest". Agora é a vez de "Shadow of the Day", uma canção sobre despedida, separação. "Às vezes os começos não são tão simples; Às vezes o adeus é o único jeito." Esta canção faz-me pensar tanto! Fiquei com medo daquele adeus que me foi dito por ele, tão friamente. Fiquei com medo que tenha sido definitivo. O meu mundo explodiu, desmoronou, desde então, como se tivesse ficado em pó: "E a sombra do dia, Irá envolver o mundo em cinza".

3. Enrique Iglesias & Jennifer Lopez - Mouth 2 Mouth

"Mouth 2 Mouth" é um dos momentos descontraídos desta selecção. A música é super sensual e misteriosa, além de que o Enrique e a Jennifer são dois dos meus cantores favoritos. Basicamente, a canção fala de uma paixão e dependência tão fortes que só um "boca a boca" (um beijo, por outras palavras) salvaria a pessoa em apuros. Adorei, logo na primeira audição. É uma música nocturna.

4. Timbaland & One Republic - Apologize

O sentimento de culpa assombrou-me por muito tempo. Houve uma época, logo após eu ter contado ao rapaz o que sentia, que senti uma grande culpa pelo que eu era, pelo que eu sentia. A partir de então, esta música (que fala sobre perdão) começou a fazer todo o sentido para mim (apesar de já a conhecer antes).

5. Adam Lambert - Whataya Want From Me

Esta balada pop rock é potente! A Pink é uma excelente compositora e esta canção prova-o (coloco à disposição a versão dela, como faixa bónus no fim). A canção tem versos que me assentam que nem uma luva ("Apenas não desistas, Eu estou a empenhar-me"; "Por favor não cedas, Eu não te vou decepcionar"; "Mas acho que podias salvar a minha vida" - acontece quando depositamos toda a confiança em quem amamos). Essencialmente, fala sobre uma pessoa querer manter aceso o interesse de outra, quando já não sabe o que ela quer mais. Eu senti o mesmo inúmeras vezes: não sabia o que poderia fazer mais para conseguir despertar o interesse e atenção do rapaz.

6. Usher - Climax

Esta é a canção mais recente da selecção. O Usher voltou às suas baladas extraordinárias. Esta balada sedutora é um clímax em si mesma de tão excelente que é. Fala sobre chegar-se a um extremo, que não tem solução. "Não há como voltar atrás, É tarde demais; Alcançámos o clímax". Identifiquei-me com isto porque também tive a sensação que atingi o meu limite, que não há mais volta, que é uma causa perdida, que tudo o que eu tivesse feito teria sido em vão. :(

7. Daniel Bedingfield - If You're Not the One

Esta belíssima balada pop tem quase uma década, mas a sua mensagem é intemporal. Recordo-me perfeitamente de ser criança, quase um pré-adolescente, e de ouvir isto na rádio sem compreender bem a mensagem (dados os meus fracos conhecimentos em inglês naquela época). Mas sentia-me envolvido pelo ambiente que a canção criava. Hoje compreendo bem o que ouço aqui, e isto é a minha - passo a expressão - 'cara chapada'. Tendo em conta todo o meu medo e dúvida causados pela minha paixão, este verso é apropriado: "Eu não quero fugir mas eu não aguento, eu não entendo".

8. Leona Lewis - Bleeding Love

Uma das canções que mais ouvi durante a licenciatura. Mais para o final, tornou-se praticamente um hino para mim, por razões óbvias. A balada é imponente e a letra comovente. Ajusta-se ao que eu mesmo poderia dizer: "Mas eu não me importo com o que dizem, Eu estou apaixonado por ti; Eles tentam afastar-me, Mas eles não sabem a verdade; O meu coração está danificado pela veia, Que eu continuo a fechar; Tu cortas-me e eu, Continuo a sangrar, Continuo a sangrar amor". "Bleeding Love" relembra-me muita coisa. Marcou definitivamente uma era na minha vida. Cada vez que a ouço sou imediatamente transportado para aqueles tempos. Não me faz bem, mas também não posso dizer que me faz mal. É a minha vida e não há nada que vá apagar o meu passado.

9. Pitt Broken - For a Change

Descobri recentemente esta canção através da RFM e fiquei maravilhado por saber que pertence a uma banda portuguesa. O refrão é poderoso e a voz do vocalista ajuda muito. O tema é sobre mudança e eu bem sei o que isso é e do quanto preciso.

10. Adele - Someone Like You

Esta canção é altamente irónica. Elogia-se de tal forma a pessoa que se ama, sugerindo-se a procura de alguém semelhante. A verdade é que as pessoas são únicas. Quando nos apaixonamos por alguém, se aquilo for autêntico, então não há nada nem ninguém que substitua essa pessoa nem aquilo que sentimos por ela. "Someone Like You" foi a minha companhia noites a fio nos últimos meses. É daquelas músicas amargas que me dão vontade de chorar um rio de lágrimas.

11. Kylie Minogue - On a Night Like This

"On a Night Like This" é provavelmente o meu som preferido com influências dance. É sedutor. Sempre que ouço isto dá-me vontade de olhar-me ao espelho e tirar fotografias tal é o efeito. :D Tornei-me fã da Kylie por volta do ano 2000. Foi engraçado, aliás. Eu tinha ido ao Estádio da Luz (devia ter uns 12 anos na altura) e passou no intervalo "Spinning Around" (que tinha sido incluída num CD qualquer do Benfica naquela altura) e então perguntei à minha mãe de quem se tratava e ela esclareceu-me. A partir de aí só queria ouvir mais material da Kylie e caí de amores por esta música instantaneamente. "Parece que te conheço desde sempre" - este verso corresponde a um pedaço da minha paixão. :O

12. Lenny Kravitz - Again

O Lenny além de um cantor talentoso, é um compositor espectacular. Nesta música ele fala de uma paixão que nunca antes tinha sentido. O verso "Fico a pensar se te vou ver outra vez" põe-me a pensar. Até eu me faço esta pergunta, quando penso no Hugo. A canção anda muito à volta da paixão e da incerteza que, no meu caso, parece que são muito amigas.

13. Hilary Duff - Come Clean

"Come Clean" faz uma metáfora curiosa. Seria mesmo mais fácil deixar a chuva resolver (enxaguar) tudo. Seria uma espécie de purificação, como a canção refere. O que a letra quer dizer, em sentido figurativo, é que se deve ser honesto com a pessoa que se ama, que não haja segredos, que se jogue limpe. Eu confesso ter falhado aqui. Deixei as minhas hesitações falarem mais alto, fugi, não esclareci nada como devia ser e deixei criar um mundo de dúvidas na cabeça (confusa) do Hugo. De qualquer forma, esta canção remete-me aos meus tempos do ensino secundário, tempos gloriosos, em nada parecidos com a minha trágica actualidade.

Bónus:

14. Pink - Whataya Want From Me

Foi muito agradável elaborar esta compilação. Estas canções estão carregadas de memórias e significado para mim. Desfrutem!

Download: A Minha Intensa Paixão - Volume 3

1 Response to "A Minha Intensa Paixão - Volume 3"

  1. Anónimo Says:

    Quando vi o título deste post, imaginei logo que estaria uma música do Adam Lambert nesta lista. Só podia... :) Facilmente nos identificamos com as músicas dele; a nova, Better Than I Know Myself, é espetacular.